Rodoanel trecho Imigirantes – Não faça esse trecho de moto!

Passeio de moto pelo Rodoanel - trecho ruim para fazer de motoAs dengosas XT600 e Mirage 250 de bico e cara virada...

Um dia, no meio de uma semana de trabalho, final de tarde, calor, e duas motocicletas nos olhando de lado, com aquele jeito dengoso de “quero passear”…

Passeio de moto pelo Rodoanel - trecho ruim para fazer de moto

As dengosas XT600 e Mirage 250 de bico e cara virada…

Não tínhamos opção…    Precisamos levá-las para a estrada…

Assim começou um passeio de São Paulo a Santos, só para não deixar as duas dengosas emburradas. A Rodovia dos Imigrantes foi nossa opção.

Naquele horário, os dois famintos… Logo pensamos nos saborosos bolinhos de bacalhau!

Horário de rush, a Helô estava um pouco insegura com a moto que iria pilotar, uma Mirage 250, que ela havia pilotado muito pouco. Por este motivo ela quis evitar o transito da tarde e decidimos ir pelo Rodoanel, da Raposo Tavares até a Imigrantes.

Esta sem dúvida foi a pior decisão de que me lembro nos últimos tempos. Veja só…

Seguimos então, eu com a XT600 e a Helô com a Mirage. No começo parecia a decisão certa até passarmos a Regis Bitencourt. Nesse ponto, o transito de caminhões começou a se intensificar. Para piorar, enfrentávamos ventos fortes que pareciam querer tirar a moto de baixo da gente, ventos que mudavam de direção rapidamente, com o agravante de ter muitos caminhões trafegando, ocupando as duas faixas da direita. Para piorar um pouco mais ainda, alguns caminhoneiros trafegavam acima da velocidade máxima, com aquelas “arvores de natal” acesas e colando na minha traseira, fazendo aquele barulho de freio a ar – certamente na tentativa de nos intimidar. Foi chato… Isso tudo, somado ao friozinho da estrada (para o qual não estávamos preparados, pois saímos de casa com o maior calor) nos deixou tensos.


Ver mapa maior

Neste trecho não há segurança, sequer fiscalização e muito menos um lugar para parar, e os caminhoneiros trafegando naquele trecho como se fossem os donos da estrada. Assim que achamos um ponto, paramos para tomar um café, movimentar o “esqueleto enrijecido” e nos esquentar… Ainda bem que ainda tínhamos um resto de bom humor e acabamos rindo um pouco da situação…

Para dormir, paramos no Ibis do canal 3, acordamos cedinho, tomamos café no hotel (que não é grande coisa) e saímos para encarar mais um dia de trabalho.

Se valeu a pena? Sim, valeu. É sempre gostoso dar uma escapada em boa companhia para tomar uma cervejinha e comer no Rei do Bolinho de Bacalhau… E, mais importante, quebrar a rotina da semana.

E olha só a cara de felicidade que as duas mocinhas nos olhavam depois do passeio! Olhinhos brilhando!

Passeio de moto pelo Rodoanel - trecho ruim para fazer de moto

Depois de um passeio, olha só o brilho no olhar da XT600 e da Mirage 250. Agora sim, ficaram felizes

 

Dica: Clique aqui e leia artigo sobre vento lateral

 

Só fica aqui meu protesto: Precisa dar uma melhorada nesse trecho do Rodoanel entre a Régis e a Imigrantes – melhorar a sinalização, colocar divisórias para segurar um pouco as rajadas de vento e fiscalizar melhor esse motoristas que ficam comprometendo a segurança nas estradas!

Readers Comments (5)

  1. Pessoal utilizo o Rodoanel toda semana pelo menos 1 vez e realmente os ventos laterais são terríveis, mas é uma estrada assim como às outras, ou seja, atenção redobrada e sempre ao transitar por lá esteja com o tanque cheio, pois não tem onde abastecer e para não só dizer coisas negativas, em um início de noite precisei parar para colocar roupa de chuva e foi no escuro, porem tive a felicidade de um carro de apoio chegar e ficar no local o tempo todo até eu pegar a estrada novamente.

    Responder
  2. MUITO BOM!!!! OBRIGADO!!!

    Responder
  3. Verdade Arnaldo. Acabo de chegar em Santo André de uma viagem com esposa, cunhado e cunhada para o RJ, Penedo e Visconde de Mauá (aconselho Visconde de Mauá, tudo asfaltado, incluindo serra e trecho da estrada de Marombas até o centrinho). Bem, daqui até lá de de lá para cá foram um pouco mais de 600 km, Rodoanel, Airton Sena, Carvalho Pinto, Dutra e serra para Visconde de Mauá, e vou te contar, O PIOR TRECHO FOI O RODOANEL não só pelo vento lateral ou por causa da enorme quantidade de caminhões no trecho da Estrada do Pêssego, afinal, o Rodoanel foi feito para isso mesmo, para desviar os caminhões dos grandes centros, mas o grande problema para todos (motos, carros e caminhões), é a quantidade imensa de BURACOS e buracos ENORMES. Viemos, eu com uma VStrom 650 e meu cunhado com uma BMW 1.200 de olhos grudados na estrada e desviando dos buracos do caminho e até de um cadáver (que Deus o tenha), tivemos que desviar …. isso mesmo, havia um corpo no meio da estrada … É uma estrada ruim, perigosa, sem rotas de fuga e a “boca curta” andam dizendo que andam roubando motos por lá … conclusão, não aconselho o Rodoanel para ninguém. Só trafegue por lá se não houver outro caminho. Forte abraço. Paulo

    Responder
  4. Esse trecho é mesmo perigoso, principalmente para motos. Já próximo à Imigrantes numa das grandes pontes que tem ali, a intensidade dos ventos laterais é preocupante e dá medo até para quem dirige um automóvel. Não é sempre, mas quando bate o vento, todo cuidado é pouco. Alguns anos atrás publiquei um texto sobre o Rodoanel falando sobre a sua total falta de estrutura. De lá para cá quase nada mudou.

    Responder

Leave a comment

Your email address will not be published.


*